terça-feira, 7 de junho de 2016

Ainda vai ter aqueles dias

que você se sente a pior pessoa do mundo
o cocô do cavalo do bandido
um loser bem loser
entre lágrimas e dúvidas.

mas lá no fundo bem fundo
você sabe
de uma forma ou de outra isso vai passar.

sábado, 9 de abril de 2016

A mente mente

O que está te matando hoje não significa nada amanhã.

Alegria, saúde, conexão

conseguir escrever
se sentir alegre, 
saudável,
conectado 
(com as próprias emoções).

saudades. :)

Ir ao Rio de Janeiro, não morar lá

Ir ao Rio de Janeiro
pela primeira vez como turista
foi uma sensação engraçada:

Uma mistura de nostalgia e familiariedade boa
de um amigo que já te fez passar muita raiva.

As amendeiras ainda estão lá
o trânsito odioso também
e os cariocas,
aquela coisa.

Um calor insuportável no outono
tentando te conquistar
pro lado praia da força.

As obras estão adiantadas
e o porto realmente maravilha.

Passear no Rio pode ser encantador
e dessa vez fiquei emocionada
e me achando tão ishperta
de saber andar por lá sozinha.

O guia do museu também não tinha nascido lá.

Ele disse:
O Rio é uma cidade sincera
Mostra suas qualidades e defeitos pra quem quiser ver.

Eu concordo com ele
(mesmo preferindo que as coisas fossem diferentes:
melhores)
quero ir mais vezes passear por lá.

quinta-feira, 3 de março de 2016

Infância

Até 2011 eu dormia numa bicama com a minha irmã.
Quem dormisse primeiro, dormia na cama de cima
pra não atrapalhar a circulação.

Tem coisas que parecem que nunca vão mudar.
Mas elas mudam.

As vezes dá nostalgia.

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016