sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

fim de ano

contagiada de alegrias natalinas
no meio do semestre que extrapola o ano
que é foda, foda, foda
tenho esperança

tenho um cat e um cão
e tenho tudo
quase

tomara que dure
amém.

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

'temos que colocar a cabeça no céu, não o céu na cabeça.'

domingo, 5 de dezembro de 2010

ADAAD*

querido cão,
é um turbilhão o tempo todo.

te amo
=*

*associação do amor a distância

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

domingo, 21 de novembro de 2010

memórias de ensaio II

'eu, enquanto artista, tenho momentos de muita ansiedade,
de muita depressão, porque quando se está trabalhando com
aquilo que ainda não se sabe o que vai ser, você tem todas
essas doenças depressivas.'

será?

eu sinto que mais cedo ou mais tarde
eu devo encontrar outro caminho
talvez por isso eu seja dispersa...

memórias de ensaio


'Capturado'
da tese da Célia Mª de Castro Almeida.
Deus a abençoe.
Tese foda.

sábado, 20 de novembro de 2010

novembro: o pior mês do meu ano

Ano II

difícil ser assim
brava
mas fraca
fraca

semestre só acaba em fevereiro=provação

dia difícil

vem me desvirar?

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

tempo

não tenho tempo
tu não tem tempo
acabou o tempo
tu não tem esperança
não sei se eu tenho
só tem sono

eu não faço mais sentido

solidão no cerrado
sempre tem uma coisa que não gostam

sábado, 23 de outubro de 2010

tranqueira

'1. o que tranca, impede ou dificulta a passagem de.'

daqui ninguém passa
como proceder?

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

tou até bem

só os besouros andam
me tirando
assim
do sério

de noite

eles são muitos
e adoram cair em cima de mim

agonia

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

terça-feira, 28 de setembro de 2010

neblina de poeira

fim dos tempos em brasília
é bonito e seco
(além de quente
muito quente)

no quintal
os cupins
fazem barulho
que dá medo

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

não existe nada igual

nosso bem e nosso mal
nem mesmo parecido


constatação cafona/true

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

não precisa me levar pra sair

hoje eu estava mexendo no bolsinho
da minha bermuda nova que você gosta
lembrei de quando as suas duas chaves estavam dentro dele
eu gostava de sentir com a mão que elas estavam lá

eu gostava de quando a gente se encontrava de noite
e de colocar as pernas pra cima com (em) você
e quando você deitava a cabeça no meu colo

eu sei

ainda hoje, o banheirinho aqui de casa
tá parecendo muito luxuoso
e é muito bom tomar banho nele

mesmo assim, não é grande coisa
provavelmente não é suficiente

por isso

eu queria que você tivesse tempo pra mim
e queria ter tempo pra você

queria mesmo

queria ter tempo pra ser equilibrada
não sei se isso é possível

não precisa me levar pra sair
eu quero ficar com você

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

09 de setembro

aqui nos fundos tem um muro
dá pra ver um pedacinho de céu
essa cidade não combina comigo

mas o muro até que combina.

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

sábado, 7 de agosto de 2010

sexta-feira, 6 de agosto de 2010

me desmonta

me irrita
dá esperança
sorriso, ruga, medo?

bauzinho de memórias #2

o sol que entra no quarto e deixa tudo lindo
um pouco
todo dia

quinta-feira, 5 de agosto de 2010

a gente já venceu

a gente já venceu
a gente já venceu

é só continuar.

quarta-feira, 4 de agosto de 2010

bauzinho de memórias #1


uma vez publicavam umas poesias no caderno de cultura do correio...
(talvez ainda publiquem, sei lá.)
aí quando eu achava que era alguma coisa legal eu arrancava o pedaço pra guardar.

sábado, 24 de julho de 2010

'no tempo da areia só tinha poeira...'

domingo, 11 de julho de 2010

quebrei o prato

tentando bater a porta

minha internet não funciona bem
a dele também não

tou irritada.

quarta-feira, 9 de junho de 2010

dengue

'(...)a doença pode deixar um rastro de fadiga e depressão que permanece por diversas semanas.'
ahh... bom!?
menos mal pelo menos...

essa postagem existe graças a camila, caloira (formada!)
e ao drauziovarella.com.br

terça-feira, 8 de junho de 2010

procura-se

um orgasmo literário
um significado
pra preencher
esse vazio

domingo, 16 de maio de 2010

BRASÍLIA AOS 50 ANOS:

A CIDADE SEM HISTÓRIA,
POR PURA CONVENIÊNCIA

Barreto, F. F. P. 2010. CRÍTICA DE URBANISMO - BRASÍLIA AOS 50 ANOS. A CIDADE SEM HISTÓRIA, POR PURA CONVENIÊNCIA.pdf . Obtido em 16/05/2010, de: http://groups.google.com.br/group/prof-frederico-flosculo-material-didatico

em destaque, link para o texto de crítica de urbanismo de autoria do prof. Frederico Flósculo Barreto

um alerta que vai além da crítica de urbanismo...

sexta-feira, 30 de abril de 2010

o bêbado é parente do louco

'ISSO NÃO É UM PROBLEMA DE FIGADO.
ISSO É UM PROBLEMA QUE FICADO'

de madrugada acordada na casa da aline no méier (rá)
e para sempre na minha voz interior

isso é para que ela não se esqueça
amém.

meu despertador não tocou

eu rio na cara da desgraça
eu rio na cara do imprevisto
eu não sorrio para quem eu devia

domingo, 18 de abril de 2010

sweet jardim

era uma vez um sweet jardim
que não era mais de infância
mas que um dia
ainda vai soar como se fosse


nele a gente as vezes se decepcionava
com o mundo
e até com o amor
mas ainda sonhava
que um dia ia tar junto(s)
e felizes...

(um sweet jardim nem sempre fica no mesmo lugar)

quarta-feira, 14 de abril de 2010

se encontro manoel
























minha parte-poesia diz: 'te admiro muito'
e depois fica engasgada sem saber falar mais.

terça-feira, 6 de abril de 2010

'o que é feito de pedaços precisa ser amado'

eu vi a pista que nem baleia
com cor, textura e umidade de baleia
eu vi um caracol de parede
e vi uma lesma ou duas
eu vi casinhas coloridas e um verde depois
eu pensei um bocado
e eu tenho tido muita inveja das crianças
(só da partes boas da infância)

...

o nome disso é arquétipo
e é por causa disso

que tu fica feliz
ou que eu fico triste

eu queria que tu visse o que eu vi.

segunda-feira, 8 de março de 2010

não era sobre isso que eu queria falar

do corte de cabelo
ou da chicara de chá

(que vem me acompanhando)

dor de barriga no fim de semana

não fui pra festa de formatura e nem foi por desunião


...

das vezes que a gente briga
(cada palavra, uma faca
-minha professora de português também me disse isso
em outras palavras
quando eu tava na escola)

ou das vezes que a gente o contrário de briga
mas não que seja tédio

é o contrário de briga
e também o contrário de tédio
quando eu fico olhando as suas rugas
(especialmente as dos olhos
que aparecem quando você sorri)
e achando lindo

também é bom quando a gente fica deitado conversando
ou deitado abraçado


...

não é só você que tem medo, babe
e fica triste e de saco cheio
com essas coisas de faculdade

mas isso não é uma crítica

...

terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

para manuel de barros,

me ensinou do coração verde dos pássaros
pra no cerrado
eu pensar que o dos calangos é seco

obrigada por me ensinar
(by heart)
a ler
traste

com amor.

depois das cinzas, minha vida um branco


acontece que eu não sei o que eu quero fazer da minha vida.

agora eu tenho uma vaga (vaga!) idéia do que vão ser meu ensaio e diplô... mas me dá um baita medo do que vem depois... (tipo, um ano passa assim) mas eu tento pensar 'ah, isso é depois.'

mesmo assim fico pensando que tipo de trabalho eu devo arranjar (ou não arranjar, considerando a minha insubordinação) agora pra ser melhor no tal depois.

outro dia o gabriel pediu pra eu dizer uma coisa boa pra ele. dai eu disse que não sabia o que fazer. dai eu tava achando q não era bom. mas ele disse que era bom porque, se era assim, significava que eu era livre.

hoje a gente tava conversando e ele concluiu (que lindo, babe) que a gente devia preservar a nossa individualidade. é incrível ele falar assim, porque geralmente ele fica bolado (aha) quando eu falo de individualidade.

mas nesse caso não dava pra esperar uma conclusão diferente do musiquinho.

claro, entre nós e música, também escolho música... então foi muito bem concluído.

outro dia na yoga a professora tava falando que num hospital não sei qual, depois que instalaram som ambiente, o consumo de tranquilizantes diminuiu não sei qtos por cento (muitos).

pra minha angústia pelo menos, sempre foi bom... e nesse momento em q meu carro (e seu som) não está em uso... a música tem me feito bem falta.

outro dia tava organizando meus mp3 e ouvindo, dae é incrível o tanto q a música pode fazer você lembrar das coisas... inclusive de quem você é... ou era...


hoje eu li o bruno bandido dizendo q o mundo vai acabar, dae até que eu achei a idéia legal pq dae se eu não decidir o que eu quero fazer não é tão ruim assim. e o melhor é aproveitar-cuidar as coisas não depois.

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

longe de mim (ti)

é quando eu fico out
além de não pensar direito
eu não lembro das coisas importantes

segunda tava um chororô de pensar trém
ontem arrebentei as pernas dançando 2 músicas com pedro
(credo)

hoje tou aqui no silêncio
e minha barriga tá doendo de tanto espirrar
mesmo assim (acho que) tou pensando um pouco melhor

tento manter a postura,
ao invés de ficar toda torta
cruzando e apertando as pernas

que é a minha postura(?) tradicional

amanhã é dia (noite) de abraçar e beijar meu babe
(e a saudade de abraço tá bem muita)
e carnaval passa a ser um feriado super tradicional
e aguardado na minha vidinha

sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

memórias do alegrete

tem vezes que o alegrete é melhor que a europa